Transplantes de córnea

Consiste na troca total ou parcial da córnea ou da camada  doente por uma nova, transparente, sem doenças, qualificada por um Banco de Olhos treinado em selecionar tecido doador, como o Hospital Oftalmológico de Sorocaba.

 

 

TRANSPLANTES LAMELARES ANTERIORES

Superficial: Indicado em casos de cicatrizes superficiais (até 200 µ)

 

Profundo: Em casos de doenças que atinjam o estroma mais profundo, como as distrofias estromais (Granular, Macular, Lattice)

 

TRANSPLANTES ENDOTELIAIS

Indicados em casos de falência da camada mais profunda da córnea, conhecida como endotélio. Ocorre principalmente na Distrofia Endotelial de Fuchs, pocesso degenerativo das células endoteliais, que leva ao inchaço da córnea (edema) e baixa de visão.

existem várias denominações para as técnicas de reposição do endotélio. As mais usadas são:

DSEK

DSAEK

DMEK: técnica mais avançada, permite recuperação rápida e sem suturas na córnea

 

TRANSPLANTE PENETRANTE

Indicado em doenças que acometam simultaneamente todas as camadas da córnea, provocando lesões extensas e definitivas.

Troca-se a cónrea inteira.